Tulipa


(Espécie: Tulipa spp - Família: Liliaceae)

 

A tulipa e as suas origens

Apesar de serem frequentemente associadas à Holanda, as tulipas eram, na verdade, cultivadas há mais de 1000 anos no império Otomano. A sua entrada na Europa deu-se no século XVI, mas nessa altura eram bastante diferentes das tulipas que hoje conhecemos. Isto deve-se, em parte, à notável capacidade de transformação destas flores.

 

Existem hoje mais de 100 espécies de tulipas, ostentando flores grandes e vistosas, apreciadas tanto pelas suas cores vibrantes, como pelo seu formato único.

 

Na língua das flores, a tulipa é considerada uma declaração de amor. Acredita-se que o seu nome provém da palavra turca para "turbante".

 

Há muitos anos, uma série de espécies de tulipas foram atingidas por uma doença que acabou por provocar a sua mutação. Apesar de muitas das espécies se terem extinto, outras vieram substituí-las. 

 

Sazonalidade: A tulipa em flor

Existem vários tipos de classificação para as espécies de tulipas, umas das principais sendo pelo seu período de floração:

 

  • Tulipas de floração precoce
  • Tulipas de floração de meia-estação
  • Tulipas de floração tardia

 

O período de floração de cada variedade pode durar mais de um mês e meio. Se plantar tulipas de várias classificações, poderá ter tulipas em flor durante vários meses. Regra geral, o período de floração ocorre de março a maio.

 

Existem tulipas numa multitude de cores - brancas, púrpuras, pretas, azuis-arroxeadas, cor-de-rosa, amarelas, salmão e escarlate. As pétalas podem ainda raiadas ou sombreadas ou apresentar uma série de combinações. De facto, uma das únicas cores que não existem é o azul.

 

As diferentes espécies de tulipa podem apresentar variações significativas em termos de altura (de 15 a 75 cm) e, ao serem plantadas, deve respeitar-se um espaçamento mínimo de 15 cm. 

Como plantar: Tulipa

Plante as tulipas no outono para poder usufruir de uma floração primaveril. Nas regiões de clima mais quente, o plantio deverá ser feito entre setembro e novembro. A tulipa gosta de solo limosos, férteis e com uma boa drenagem. Nenhuma das espécies se desenvolve em solos com acumulação de água. Prepare o solo com bastante antecedência, adubando-o se necessário. Evite usar estrume para fertilizar o solo, pois este poderá provocar o apodrecimento do bolbo da tulipa.

 

Plante os bolbos a uma profundidade de 15 a 15 cm, dependendo do tamanho do bolbo. As tulipas necessitam de um período fresco de dormência. O plantio a esta profundidade protegerá o bolbo de variações bruscas de temperatura. Escolha um local que receba luz solar direta e proteja as flores em crescimento da exposição ao vento.

 

Pense no efeito global que pretende alcançar com o plantio, e distancie os bolbos de acordo com a sua visão. No mínimo, deverá respeitar uma distância de 10 a 25 cm. O plantio de vários bolbos numa extensa zona do jardim pode ter um efeito floral fantástico.

 

 Propagação da tulipa (como pode multiplicá-la - estaquia, divisão do bolbo, semente)

Apesar de as tulipas serem plantas perenes, a fraca qualidade dos bolbos no segundo ano de plantio leva muitos jardineiros a preferirem o plantio anual. A propagação dá-se por divisão. Os bolbilhos são removidos do bolbo principal assim que o período de floração termina, para serem imediatamente plantados. Os novos bolbos podem levar 2 anos a florir. 

 

Sabia que... Curiosidades sobre a tulipa

Os Países Baixos são indubitavelmente o país mais conhecido pela produção de tulipas, embora também o sejam pela produção de bolbos de boa qualidade. Para aumentar a qualidade dos bolbos, as plantas são deixadas no solo por 2 ou 3 anos e, durante o período de dormência, são regularmente monitorizadas para deteção de brotos ou novos talos que possam competir com o bolbo por nutrientes. Uma máquina colhe então as novas flores, uma a uma, ajudando assim a produzir bolbos de alta qualidade.

 

As tulipas tornaram-se tão populares no século XVII que o nível de histeria em torno delas foi apelidado do "tulipomania"!

 

Os bolbos de tulipa também têm sido usados como substitutos da cebola na cozinha.

 

Guia para espécies de tulipas

Mendel – 60 cm de altura, flor única, floresce no início de abril

Triumph – 50 cm de altura, flor grande, floresce em meados de abril

Parrot - 60 cm de altura, talo longo e frágil, flor muito grande e tépalas externas lacinati, floresce em meados de abril

Tulipa Retroflexa – 60 cm de altura, primeiras flores com tépalas lanceoladas e delicadas, floresce em finais de abril/inícios de maio

Cottage – 60 cm de altura, floresce em finais de abril/inícios de maio. Ostentam flores ovais, com variedades raiadas e bicolores.

Multiflora – 60 cm de altura, floresce em finais de abril/inícios de maio. As flores "multiflora" são bastante pequenas mas cada talo central produz 3 a 6 destas flores.

Darwin Hybrid – 60-70 cm de altura, flores muito grandes e globulares, com cores atrativas. Floresce em inícios de maio.

Darwin - 60-70 cm de altura, flores muito grandes e globulares, com cores atrativas e tépalas redondas no topo. Floresce logo após a variedade híbrida de Darwin (as variedades raiadas e bicolores destas tulipas são chamadas Rembrandt).

Viridiflora – 40 cm de altura, pequenas flores verdes, floresce em maio

Breeder – 60 cm de altura, flor única, grande e oval, floresce em maio

Double Late – flores verdes muito bonitas, tépalas duplas, floresce em maio

Peony – 40 cm de altura, flores de floração longa, 10-12 cm de diâmetro.