Lírio


(Espécie: Lilium spp - Família: Liliaceae)

 

O lírio e as suas origens

O lírio é uma planta natural do hemisfério norte cujas origens se estendem até aos subtrópicos do hemisfério. Existem quase 100 espécies disponíveis, a maioria das quais prospera em climas mais temperados.

 

Um grupo importante de plantas de floração, os lírios são muitas vezes cultivados para serem utilizados como flores de corte, sendo uma das mais populares. Existem numa variedade de formas e cores, com significados diferentes consoante as espécies. O lírio branco simboliza pureza e virgindade, enquanto o lírio-do-vale simboliza a doçura e a inocência.

 

Pensa-se que o lírio seja uma das mais antigas flores ornamentais cultivadas, sendo muitas as referências feitas a esta flor ao longo da história.   

Sazonalidade: O lírio em flor

De floração entre maio e outubro, os lírios são flores vistosas e muitas vezes perfumadas cujas cores variam entre o branco e o púrpura, passando pelo rosa, o amarelo e o vermelho.   O formato das flores também varia desde um agrupamento denso de pétalas que forma uma flor em campânula, a pétalas curvas que criam uma flor em forma de chapéu de turco.

 

Regra geral, os lírios podem atingir 1 metro de altura, apesar de algumas espécies, como a Lilium primulinum var. Ochraceum, poderem atingir os 3 metros. Dependendo da espécie, esta planta produzirá inúmeras flores no topo dos seus longos e robustos talos.

Como plantar: Lírios

Os lírios são muito fáceis de cultivar, o que explica a sua presença assídua em muitas bordaduras de jardins e grandes vasos. Estas plantas gostam de um solo húmido mas com boa drenagem, macio e solto, levemente ácido e bem fertilizado. Prepare o solo com bastante antecedência, misturando-lhe uma boa quantidade de matéria orgânica ou terriço de folhas.  Os bolbos deverão permanecer no mesmo local por um período aproximado de 5 anos, por isso convém que o solo seja convenientemente preparado de forma a obter uma boa inflorescência.

 

Os lírios gostam da luz solar e, idealmente, devem ser plantados em locais expostos à luz solar direta da manhã mas ligeiramente sombreados nas tardes quentes de verão.

 

Coloque os bolbos sobre uma base constituída por matéria de drenagem (por exemplo, areia), e cubra com 5 a 8 cm de composto.

 

 

Propagação dos lírios

Os lírios podem propagar-se por divisão do bolbo. O bolbo produz bolbilhos que podem ser removidos e novamente plantados. Os lírios também se propagam por sementes, mas este é um processo bastante moroso e pode levar 5 a 6 anos até que consiga obter uma floração completa. Apesar de os lírios criados a partir de sementes serem mais resistentes às doenças, os rápidos resultados dos lírios criados a partir de bolbos fazem destes os preferidos.

 

Em certas espécies, os bolbilhos formam-se nas axilas das folhas, quando maduras, podendo ser removidos da planta e novamente plantados.

 

 

 

Sabia que... Curiosidades sobre os lírios

A hibridação da família Liliaceae conheceu um desenvolvimento notório quando o botânico holandês Jan de Graaff descobriu um método de transportar pólen sem afetar a suas capacidades reprodutivas. O método envolve a refrigeração e permite a criação de um vasto leque de espécies híbridas conhecidas como "tipo híbrido de Graaff".