Anémona


(Espécie: Anemone  - Família: Ranuncolaceae)

 

A anémona e as suas origens

Um humilde ranúnculo, a anémona pertence à família Ranuncolaceae que é composta por uma extensa e variada série de espécies (mais de 100). É uma das flores preferidas dos jardins pela sua profusão de cores e pelo facto de poder alegrá-lo durante todo o ano, bastando para isso selecionar espécies diferentes. 

 

Plantas perenes e resistentes, muitas espécies de anémonas existem como flores silvestres e, consequentemente, toleram a maior parte dos tipos de solos e condições. As anémonas são normalmente pouco exigentes e de cultivo fácil, até para um jardineiro inexperiente. A primeira referência a uma anémona data do século XV.     

 

Sazonalidade: A anémona em flor

As anémonas são normalmente conhecidas como flores primaveris. Contudo, várias espécies florescem em alturas diferentes do ano e, apesar de menos comuns, espécies como a Anemone japonica (anémona japonesa) floresce nos finais do verão ou no outono. 

 

Um dos bolbos primaveris mais comuns é a Anemone blanda (flor do vento grega), com flores que se assemelham a margaridas e surgem numa variedade de cores brancas, azuis, salmão e cor-de-rosa. A flor branca prospera em locais com sombra.

 

A Anemona coronaria (anémona-coronária) é possivelmente a flor mais popular de todas as espécies, produzindo flores únicas com tépalas grandes e coloridas, que vão do branco ao cor-de-rosa e do vermelho ao azul. O seu cultivo remonta a um passado longínquo.

 

A maioria das espécies produz 5 a 7 pétalas redondas, com talos pequenos e delicados, e tende a alcançar 10 a 20 cm de altura, apesar de algumas espécies de anémonas poderem ficar mais altas.

 

Como plantar: Anémona  

As anémonas são geralmente plantas resistentes, o que facilita o seu cultivo. Para melhores resultados, plante os bolbos no inverno, enterrando-os de 7 a 12 cm no solo. Para protegê-los da geada, cubra a zona com folhas ou mulch. Estas plantas gostam de zonas levemente sombreadas e prosperam em solos com boa drenagem e ricos em matéria orgânica.

 

Propagação das anémonas

A propagação das anémonas é fácil e gratificante. Produz um extenso número de rizomas que podem ser usados para cultivar novas plantas. No verão, quando a época de floração chega ao fim, toda a planta pode ser desenraizada e os rizomas cortados para darem origem a novas plantas. Depois de selecionar os rizomas, volte a plantar imediatamente a mãe anémona.

Sabia que... Curiosidades sobre a anémona

As anémonas foram consideradas pelos antigos egípcios e pelos etruscos, antes ainda dos gregos e dos romanos, flores da morte. O nome significa "filha do vento" e, na língua das flores, anémona significa abandono.

É uma das plantas mais fáceis de obter gratuitamente. Se viver na orla de uma floresta, colha alguns rizomas de uma anémona no seu período de dormência e volte a plantar imediatamente a planta-mãe.