Como controlar as plantas infestantes


A melhor prática para controlar ervas daninhas consiste na combinação de métodos de tratamento e de temporização para um controlo eficaz.

Existem vários métodos para controlar as plantas infestantes, incluindo a remoção manual, a monda com sachola ou forquilha, o uso de um motocultivador, a aplicação de mulch ou mesmo de um lança-chama. A prática recomenda que além do método de tratamento, escolha a altura certa, para um controlo mais eficiente. Na maioria das vezes, os melhores resultados obtêm-se a partir da combinação dos herbicidas com métodos como a sacha e arranque e o mulching. Os herbicidas são geralmente um meio de controlo eficaz e, em muitos casos, são a única opção que apresenta uma boa relação tempo/custo no combate às plantas infestantes!

Existem quatro métodos de ação principais e alguns herbicidas combinam mais do que um.

1. Herbicidas de contacto

Destroem rapidamente a folhagem da plantas infestantes acima do solo, levando-as a adquirir um tom acastanhado e a secar poucos dias após o tratamento. Excelentes para eliminar infestantes anuais.


2. Herbicidas sistémicos

São absorvidos pelas folhas e raízes, atingindo a seiva e circulando assim por toda a planta. Em apenas algumas semanas, estes herbicidas matam toda a planta, incluindo as raízes. São eficazes nas espécies anuais ou perenes.

3. Herbicidas residuais

Permanecem ativos no solo, penetrando através das raízes à medida que as infestantes germinam e crescem. Ajudam assim a evitar o crescimento de novas plantas anuais ou perenes e, muitas vezes, a sua ação mantém-se por vários meses.

4. Herbicidas seletivos

Eliminam apenas determinados tipos de plantas, sem afetar as outras. Podem eliminar as plantas infestantes sem causar danos às restantes plantas em redor e são, por exemplo, especialmente adequados à eliminação das infestantes do relvado: eliminam as folhas das plantas indesejadas sem prejudicar o relvado.