Compostagem: reciclagem no jardim


O composto é um subproduto de matéria orgânica em decomposição, como as folhas de Outono, casca de ovo, aparas de relva e borra de café.

 O composto é o subproduto da decomposição da matéria orgânica, por exemplo, das folhas de outono, das cascas de ovo, dos caules dos arbustos e das borras de café. Chamado "ouro negro" por muitos jardineiros, o composto é o corretivo de solos ideal, pois melhora a estrutura do solo e a saúde das plantas, ao mesmo tempo que extermina as plantas infestantes. O composto faz isto – e muito mais. Também se usa como mulch, para ajudar a eliminar as plantas infestantes.

Uma das maiores vantagens da compostagem é o facto de ser quase gratuita e requerer menos tempo do que a plantação de tomateiros. Em poucas horas, conseguirá juntar uma pilha de composto, bastando depois aguardar o tempo para fazer a colheita.

Vantagens

A compostagem só traz vantagens para o jardim.

Fertilização. O composto enriquece o solo com uma grande variedade de nutrientes, incluindo enzimas e minerais, os quais são facilmente absorvidos pelas raízes das plantas. O composto vai libertando lentamente os nutrientes ao longo do tempo, criando um fertilizante fácil de usar que não queimará as plantas. Não se exceda com a aplicação do composto. Se adicionar fertilizantes ao solo, os microrganismos presentes no composto ajudarão as plantas a absorver esses nutrientes.

Estrutura do solo. O composto melhora a estrutura do solo, independentemente do tipo de solo. Os solos argilosos soltam-se, os solos arenosos retêm água e os solos bem equilibrados enriquecem-se ainda mais. O composto reduz a compactação dos solos e a dureza da superfície, melhorando a drenagem. Porque é que o composto é um corretivo tão eficaz? É 100% constituído por matéria orgânica, o que aumenta a capacidade do solo de reter a água e melhora a sua textura.

Benefícios. O composto aumenta a quantidade e o nível de atividade dos organismos presentes no solo, incluindo dos microrganismos como os fungos, as algas e os nematoides, bem como das minhocas, das formigas e dos milípedes. A fauna do solo decompõe a matéria orgânica e converte os nutrientes em formas de fácil absorção pelas raízes das plantas. Quando essa fauna é saudável e ativa, como acontece no composto, os organismos também podem ajudar a eliminar certas doenças que afetam as plantas.

Para além dos benefícios que o composto traz para o jardim, também é benéfico do ponto de vista ambiental, ao reduzir a quantidade de resíduos que são enviados para os aterros. Se o seu município lhe cobrar uma taxa para recolha de resíduos, faça uma pilha de compostagem com eles e elimine essa despesa. A utilização de composto nos canteiros também reduz a quantidade de dinheiro que gasta em água e fertilizantes.

Mitos da compostagem

O composto cheira mal. Na verdade, quando realizado da forma adequada, o composto cheira apenas a terra húmida. Se a sua pilha de compostagem tiver um odor desagradável, é porque está a fazer alguma coisa mal.

A compostagem é um processo exigente. Embora não existam almoços grátis, o composto anda lá perto.  A parte que lhe consumirá mais tempo é procurar informações de como fazê-lo. Dependendo do tamanho da pilha, o transporte do composto maturado de um recipiente para um canteiro também pode exigir algum esforço, requerendo tempo e força. Para além disso, a adição de materiais e o revolver a pilha uma ou duas vezes por ano não requer muito tempo nem esforço.

O composto necessita de espaço. Não necessitará de muito espaço para produzir composto em abundância. Os compostores mais pequenos e os tambores rotativos são ideais para pequenos jardins. Até em apartamentos se pode fazer compostagem com um compostor de minhocas ou um compostor automático de interior.